Catarinenses estão entre os mortos de incêndio no CT do Flamengo

Tragédia deixou saldo de dez mortos e três feridos

Foto: Divulgação / Agência Brasil

Bernardo Piseta, de Indaial, e Vítor Isaias, de Florianópolis, estão entre os dez mortos do incêndio que atingiu, na madrugada desta sexta-feira (8), o Centro de Treinamento do Flamengo, na zona oeste do Rio de Janeiro. As causas do incêndio ainda são desconhecidas. Antes mesmo da lista das vítimas ser divulgada, familiares dos dois atletas catarinenses já tinham a confirmação das mortes. Além de Bernardo e Vítor, outros três jovens mortos tiveram seus nomes revelados. Todos eles tinham idades entre 14 e 17 anos e integravam as categorias de base do Flamengo. Entre os mortos também estão quatro funcionários do clube carioca. Há, ainda, três feridos, sendo que um deles encontra-se internado em estado grave. Todos dormiam no momento em que o incêndio começou. 

O jogador Felipe, da base do rubro-negro, que conseguiu sair a tempo do local, usou as redes sociais para dizer que o incêndio começou no quarto em que ele dormia. No prédio, também dormiam outros atletas rubro-negros. "Só tenho que agradecer a Deus por conseguir acordar e escapar da morte. Que Deus conforte meus irmãos", escreveu Felipe.

As chamas atingiram a parte mais antiga do alojamento. O Ninho do Urubu, como é conhecido o CT do Flamengo, é utilizado para treinamento dos jogadores da base e dos profissionais. Recentemente, o local passou por reformas. O time profissional do Flamengo treinaria na manhã desta sexta-feira em preparação para o clássico contra o Fluminense, marcado para o próximo domingo, pelo Campeonato Carioca. Diante da tragédia, não só o clássico foi cancelado, como toda a rodada deste fim de semana. Diversos clubes brasileiros e do exterior já se manifestaram publicamente lamentando a tragédia no CT do rubro-negro. O presidente da República, Jair Bolsonaro, também enviou condolências ao clube e aos familiares dos mortos.

Mortos

+ Bernardo Piseta, 14 anos. É natural de Indaial. O adolescente atuava como goleiro e passou pelo Avaí. Ele esteve por dois anos no Athlético Paranaense, antes de se juntar aos jovens atletas do Flamengo. Bernardo esteve em Indaial até segunda-feira, quando retornou para retomar os trabalhos na base do Flamengo.

+ Vitor Isaías, 15 anos. É natural de Florianópolis. Ele atuava como atacante camisa 9 e há seis meses jogava pelo clube rubro-negro, após ser transferido do Athlético Paranaense.

+ Christian Esmério Cândido, 15 anos. Goleiro das categorias de base do Flamengo. Em abril de 2018, ele postou uma foto nas redes sociais de uma conquista com o clube.

+ Arthur Vinicius - o jogador morava com a família em Volta Redonda e completaria 15 anos no sábado (9). A família foi avisada e está a caminho do Rio, segundo informações da TV Rio Sul.

+ Pablo Henrique da Silva Matos, 14 anos. É primo do zagueiro Werley, do Vasco, joga no Sub-17 do Flamengo, é de Minas Gerais e morava no centro de treinamento

Feridos:

Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos

Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos

Jhonatan Cruz Ventura, 15 anos, em estado grave

Cauan Emanuel - em 2017, chegou a disputar o Campeonato Cearense pelo Santa Cruz e o Campeonato Futsal Colegial, pelo Salomé Bastos e Falcões da Vila, de Fortaleza. O jogador cearense está há três anos no Rio e, desde o ano passado, joga no Flamengo, disputando os campeonatos da categoria de base.

Jhonatan Ventura - está internado em estado mais grave, com 40% do corpo queimado. Natural de Vila Velha (ES), atua como zagueiro no time de base. Por volta das 9h45, ele passava por uma cirurgia no Hospital Lourenço Jorge, e depois será transferido para o Hospital Pedro II, referência no tratamento de queimados.

Francisco Diogo - é goleiro da base rubro-negra e, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, está fora de perigo.



crea.fw.png
14319673464250.png




Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina